segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Os benefícios da Leitura Reflexiva

Efeitos benéficos da leitura reflexiva

A leitura reflexiva permite ampliar conhecimentos e adquirir novos conhecimentos gerais e específicos, possibilitando a ascensão de quem lê a níveis mais elevados de desempenho cognitivo, como a aplicação de conhecimentos a novas situações, a análise e a crítica de textos, atos e fatos e a síntese de estudos realizados. Com a leitura reflexiva, o leitor desperta para novos aspectos da vida em que ainda não tinha pensado, desperta para o mundo real e para o entendimento do outro ser. Assim os seus horizontes percepcionais são ampliados. A comunicação oral e/ou escrita adquire maior fluência através da prática da leitura reflexiva. O leitor torna-se progressivamente mais capacitado para se autonomizar cultural e civicamente.
A construção do conhecimento e todos os processos investigativos que a essa construção conduzem, assentam em leituras reflexivas sobre investigações e comunicações realizadas anteriormente.
Ler é importante para fundamentar e aperfeiçoar as diferentes atividades propostas na escola. Aqui acentuam-se os aspectos informativo e formativo da leitura, acompanhada de reflexão crítica.
Mas a leitura não é só importante pela construção de conhecimento que gera. Ela tem também uma grande importância em termos de desenvolvimento biológico das crianças, o que se reflecte positivamente nas suas capacidades cognitivas e atitudinais.
Segundo Jensen (2002, p. 58), “um jovem que não esteja exposto a novas palavras nunca desenvolverá no córtex auditivo as células que lhe permitam distinguir corretamente diferentes sons”. Daqui decorre parte da importância da leitura de contos aos filhos pelos pais a partir dos seis meses de idade como preconiza o mesmo autor. Nesta idade, o cérebro da criança está preparado para distinguir bem os diferentes sons.
Já na idade escolar, as crianças devem ser expostas constantemente a novas palavras por via oral ou através de leitura compreensiva, a fim de, através da estimulação cerebral conseqüente, enriquecerem o seu vocabulário.
O conhecimento é uma construção interior individual, em que os processos de construção, desconstrução e reconstrução estão ativados no íntimo de cada indivíduo. Deste modo, a leitura reflexiva e orientada permite também o despertar da consciência para a prática de valores éticos, estéticos, humanísticos. Também pode funcionar como entretenimento saudável, ensinando, informando e formando crianças e jovens, de uma forma motivante e alegre.
À medida que a prática da leitura se sedimenta e se torna um prazer, que o leitor aprende a desfrutar, formulam-se juízos de valor sobre os significados apreendidos, sobre a validade e adequação das idéias, comparando-as com experiências e leituras anteriores.
4. Iniciação ao gosto pela leitura
Já se viu que é fundamental despertar o gosto pala narrativa logo aos seis meses de idade, através da leitura de contos efetuadas por familiares e amigos, cativando a atenção e o interesse das crianças.
O estímulo para a leitura deve continuar a ser feito pelos familiares no lar, à medida que a criança cresce, prolongando-se durante toda a idade escolar.
Para crianças no nível etário 4-10 anos, os contos lidos devem ter uma estrutura binária (explorando características opostas), a fim de organizar aquilo que lhes deve ser ensinado com facilidade. Como as crianças mais pequenas requerem oposições binárias, as histórias a elas contadas devem refletir esta condição (Edan, 1992, p. 33). O desenvolvimento da imaginação, isto é, a capacidade de projeção no mundo das imagens mentais, nesta idade, está muito ativado. Por isso, a criança gosta de contos de fadas, contos fantásticos. Tais contos representam modos muito importantes de dar sentido e significação ao mundo e às experiências que vivem. Nestas idades, as crianças gostam de livros interativos, ou seja, livros com exercícios estruturados na forma de histórias.
Dado que a leitura constitui uma ferramenta essencial para o desenvolvimento de capacidades cognitivas em todos os níveis educacionais e, nesse aspecto, contribui fortemente para o sucesso escolar, os professores devem motivar os seus alunos para a leitura, apelando à sua imaginação através do conto e estimulando-lhes a curiosidade através da colocação de questões problemáticas relativas a assuntos que lhes despertem interesse.

Fonte: Internet

Um comentário:

  1. Muito legal seu blog e otimo, e muito criativo, se depois vocês quiser olhar o meu blog e dar a sua opnião eu ficarei muito grato: http://derlandreflexivo.blogspot.com/

    ResponderExcluir


Criado no siteVocê na capa de NOVA ESCOLA.